du.sePublications
Change search
CiteExportLink to record
Permanent link

Direct link
Cite
Citation style
  • apa
  • harvard1
  • ieee
  • modern-language-association-8th-edition
  • vancouver
  • Other style
More styles
Language
  • de-DE
  • en-GB
  • en-US
  • fi-FI
  • nn-NO
  • nn-NB
  • sv-SE
  • Other locale
More languages
Output format
  • html
  • text
  • asciidoc
  • rtf
Um Cão que Sonha de Agustina Bessa-Luís : o quarto dela, o mundo dele
Universitè de Paris-Sorbonne, Paris IV.ORCID iD: 0000-0002-7975-8898
2012 (Portuguese)In: Público Privado. O deslizar de uma Fronteira / [ed] Humus, V. N. Famalicão: Centro de estudos Comparatistas FLUL , 2012, Act-26, Vol. ACT 26, 215-224 p.Chapter in book (Refereed)
Abstract [pt]

Quando a historiadora Michelle Perrot observa que o espaço social se divide essencialmente em dois, o público, ocupado pelos homens, e o privado, eminentemente feminino, evidencia uma divisão condicionada pela “hierarquia sexual”. Ora, o romance de Agustina Bessa-Luís consegue pôr em causa estes modelos impostos através de um motivo, o do “quartinho de costura” transformado em “a room of her’s own” (V. Woolf) pela personagem de Maria Pascoal. Com efeito, este espaço íntimo e conotado como feminino, converte-se numa verdadeira oficina de escrita, contradizendo a imagem e o papel iniciais implicitamente impostos por um visão patriarcal, representada pelo protagonista, seu marido, Leon Geta. A imagem da “fada do lar” revela-se uma construção, reflexo da compartimentação dos papéis de género. Ao descobrir, depois da morte de Maria Pascoal, que esta mantinha uma vida secreta e que, tal como Náusica, ela se revela autora dum romance, o mundo de certezas de Leon é abalado. Assim, esta clivagem público/privado, aparece em fase com a posição da “mulher escritora” no mundo das letras, desdobrando-se num espaço autorizado/espaço interdito. Através desta problematização Agustina reinveste um preconceito secular, que consiste em pensar que as mulheres escritoras são incapazes de produzir verdadeiras obras literárias.

Place, publisher, year, edition, pages
V. N. Famalicão: Centro de estudos Comparatistas FLUL , 2012, Act-26. Vol. ACT 26, 215-224 p.
Series
Act.26, Alteridades, Cruzamentos, Transferências
Keyword [pt]
Agustina Bessa-Luís, espaço social, hierarquia sexual, papéis de género, espaço autorizado/espaço interdito, mulheres escritoras
National Category
Specific Literatures Specific Languages
Identifiers
URN: urn:nbn:se:du-17040ISBN: 9789897550539 (print)OAI: oai:DiVA.org:du-17040DiVA: diva2:792027
Conference
Colloque International ACT-26, « Público e Privado, o deslizar de uma fronteira: Espaço, sociedades Artes e Mudanças », October 13-14 2011.
Available from: 2015-03-02 Created: 2015-03-02 Last updated: 2016-12-27Bibliographically approved

Open Access in DiVA

No full text

Other links

http://www.comparatistas.edu.pt/publicacoes/act/act-26---publico/privado.-o-deslizar-de-uma-fronteira.html

Search in DiVA

By author/editor
Lentina, Alda Maria
Specific LiteraturesSpecific Languages

Search outside of DiVA

GoogleGoogle Scholar

Total: 341 hits
CiteExportLink to record
Permanent link

Direct link
Cite
Citation style
  • apa
  • harvard1
  • ieee
  • modern-language-association-8th-edition
  • vancouver
  • Other style
More styles
Language
  • de-DE
  • en-GB
  • en-US
  • fi-FI
  • nn-NO
  • nn-NB
  • sv-SE
  • Other locale
More languages
Output format
  • html
  • text
  • asciidoc
  • rtf